6 sugestões para aumentar a eficiência em saúde sem gastar mais dinheiro — Aurora Innovation



2020-09-09

6 sugestões para aumentar a eficiência em saúde sem gastar mais dinheiro



A despesa no setor da saúde está entre os temas mais debatidos em sociedade e a atenção dedicada ao assunto, por parte de indivíduos e organizações públicas e privadas, é crescente sobretudo em tempos de pandemia. Sabemos que em saúde os recursos são limitados e as necessidades ilimitadas, o que quer dizer que a gestão deve rentabilizar ao máximo a alocação de meios para permitir responder às variadas exigências de um setor primordial ao bem-estar e coesão da população.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) definiu a qualidade em saúde como a prestação de cuidados eficazes, seguros e centrados nas pessoas, que sejam oportunos, equitativos, integrados e eficientes. Esta utilização eficiente prende-se com a importância de dar resposta à procura dos utentes ao custo mais baixo, seguindo as boas práticas e nunca sacrificando os padrões de excelência.

Quando são referidos cuidados de saúde de qualidade, propõem-se os melhores serviços, em tempo útil, a custos adequados e acessíveis a todos. Num contexto de escassez de recursos, agravado pelo aumento da procura de cuidados de saúde e pelo custo do imperativo tecnológico, a procura da eficiência é cada vez mais relevante.

Reunimos, por isso, seis recomendações que poderão incrementar a qualidade em saúde a um menor custo.

1. Implementar uma cultura de qualidade

A cultura da qualidade está presente quando há o compromisso de toda a equipa e não apenas da direção. Nesse sentido, é fundamental alargar a compreensão do significado de gestão da qualidade a toda a estrutura organizativa. Só assim, se conseguirá criar espírito de equipa, “vestindo-se a camisola”.

Quando a cultura da qualidade se torna parte do ADN da instituição, aumenta a perceção da importância em atender às necessidades dos utentes. Estabelecer metas e indicadores e atribuir prémios ou recompensas permitem aumentar o envolvimento dos colaboradores e no cumprimento dos procedimentos de qualidade.

2. Criar normas de conduta

As estruturas devem criar sistemas de supervisão para promover o controlo da qualidade. É preciso criar normas-padrão e protocolos de atuação para diminuir a adversidade e a variabilidade em saúde. Por outras palavras, é fundamental seguirem-se regras para atenuar o risco médico e o desperdício de recursos. A literatura científica mostra que a variabilidade em saúde – agir de forma diferente perante situações iguais – aumenta a margem para a ocorrência do erro clínico.

3. Criar responsabilização

Responsabilizar não significa apontar o dedo. A culpabilização deve ser substituída por uma cultura de responsabilização que passa por atribuir tarefas que sejam condizentes com as capacidades de cada elemento da equipa. Neste sentido, é preciso dar formação e dotar os profissionais de know-how para que possam desempenhar funções de forma eficaz, eficiente e efetiva.

É essencial fomentar estruturas organizativas que comuniquem entre si e que promovam a partilha de informação, para que se tomem decisões em conformidade. Por último, recomenda-se a introdução de sistemas de prestação de contas (accountability) para aumentar a transparência, ética e responsabilidade no trabalho.

4. Simplificar procedimentos administrativos

Na busca da eficiência é preciso identificar os vários entraves burocráticos e desencadear processos de simplificação. Para promover a disponibilidade, acessibilidade, comodidade e humanização dos serviços são necessárias medidas que tornem a oferta acessível, fluída e simples. Por outro lado, os sistemas de informação e tecnológicos devem ser comunicantes e pautarem-se sempre pelo rigor e qualidade da informação. Devem evitar-se procedimentos redundantes e priorizar-se a introdução de check-lists para uniformizar a ação.

5. Evitar desperdício

As instituições devem implementar um quadro normativo de boas práticas para promover a cultura da redução de desperdício, definindo linhas de orientação que visem melhorar comportamentos e promover o desenvolvimento sustentável. Num esforço conjunto, os serviços deverão adequar a sua atividade de modo a combater os gastos desnecessários que em economia da saúde são vistos como perdas irrecuperáveis. Uma das formas para evitar o desperdício de recursos é a centralização de compras, que pode trazer vantagens, como o aumento da eficiência do processo de aquisição, mas também desvantagens, como uma resposta mais demorada.

Do ponto de vista clínico, é preciso combater a prescrição excessiva de antibióticos, de meios complementares de diagnóstico e a não adesão ao tratamento. O subtratamento e sobretratamento são também exemplos de má gestão. Ambos podem coexistir e criam problemas ao equilíbrio de uma organização.

6. Apostar numa boa liderança

Um bom líder deve ser capaz de incentivar à mudança e de se adaptar às circunstâncias de cada momento. O líder não esmorece perante a adversidade e deve reconhecer que todos os elementos de uma equipa são essenciais ao funcionamento da instituição. As organizações precisam de apostar em líderes que garantam a efetividade e o profissionalismo, ao mesmo tempo que asseguram a eficiência, previnem riscos e mantêm níveis elevados de satisfação na organização (entre utentes, profissionais e fornecedores). Um líder tem a capacidade de transformar as pessoas e as organizações.

Aurora teleQ

Para aumentar a eficiência também é preciso olhar para as ferramentas que possam apoiar ao profissional no seu trabalho diário. Existem inúmeras ferramentas hoje no mercado que facilitam o trabalho diário e ajudam a reduzir custos inecessários.

Com muitos anos de experiência do setor da saúde, a Aurora Innovation trabalha para desenvolver soluções baseadas nas necessidades do setor. Por isso, Aurora Innovation consegue sempre estar um passo na frente para oferecer soluções que incrementam a eficiência e qualidade.

Aurora teleQ é a ferramenta que apoia todos os provedores da saúde a proporcionarem uma atenção que garante 100% de acessibilidade do utente ao setor. A ferramenta, além de ser fácil de usar, permite fazer mais com menos. Para mais informação sobre Aurora teleQ aqui.